2016 e todas as mudanças que me permiti sentir

08:32

2016 Foi um ano confuso pra mim, uma hora pensei que tinha todos os planos perfeitos em mãos e outrora percebi que perdi o controle de tudo. Não sei onde foi parar a Mayara otimista, determinada e pronta pra encarar o mundo. Quem eu vi de verdade foi uma Mayara desanimada, confusa, preguiçosa e sem rumo. 

Não sei dizer ao certo o momento que me perdi, só me dei conta do que estava acontecendo quando comecei a ver tudo desmoronando, o blog e o canal parados, não consegui meu estágio, não juntei o dinheiro que precisava e tantos outros projetos que não foram pra frente. Engraçado que eu comecei o ano tão forte, tão cheia de vida e hoje, faltando apenas alguns dias para me despedir de 2016 não consegui chegar nem na metade do caminho desejado.


Eu sei, sou nova, tenho muita coisa pela frente, é o que todos costumam me dizer. O que não entendem é que para alguém controlador e cheio de planos, se perder é a pior coisa que pode acontecer. Eu olho pra trás e não consigo ver nada, não consigo enxergar um momento no qual eu possa me orgulhar e dizer: Caramba, isso fez tudo valer a pena! Não nesse ano, não em 2016.

Não estou dizendo que foi um ano ruim, mas foi confuso. Vi pessoas entrando e saindo da minha vida o tempo todo, vi a estabilidade e instabilidade indo e voltando, vi eu me encontrando e me perdendo, me olhei nos espelho por diversas vezes e não me reconheci.


É claro que não posso me esquecer de bons momentos que me permiti sentir, minha viagem a Friburgo com o Fê que foi incrível, meu passeio de limousine para conhecer a Fábrica da Aspa com pessoas incríveis, ao maior presente que pude receber esse ano que foi o convite para ser madrinha da filha de uma amiga e por ter me aproximado mais da minha família. Nem tudo foi perdido, ainda bem.

Mas agora escrevendo esse desabafo, me dei conta de que algo especial também aconteceu em 2016. Entre todas as vezes que me perdi e me encontrei, fui descobrindo coisas sobre mim que eu desconhecia, coisas que eu recusei a acreditar mas que fui me aceitando, afinal fazem parte de mim. Também descobri uma Mayara mais sincera, não só com os outros mas principalmente comigo mesma, fui fiel a mim em todas as vezes que tive de tomar alguma decisão ou quando senti alguma coisa.


Me descobri também uma pessoa mais crítica e ao mesmo tempo desencanada com relação as outras pessoas, hoje sei exatamente o que eu quero e o que não me acrescenta eu não me preocupo em largar. Parei de julgar as pessoas pelos seus comportamentos, afinal não tenho nada haver com isso e me permiti ser mais tolerante com as pessoas e suas diferenças, e no final isso só me trouxe coisas boas. Aprendi também que não devo me preocupar com as críticas de outras pessoas, pois no final das contas só eu sei o que é melhor pra mim. Digo isso pois quando decidi alisar meu cabelo novamente, tive muito medo da reação das pessoas que se inspiravam em mim e depois de tanto me repreender me dei conta de que as pessoas vão se inspirar em mim pelo que eu sou, pelo que eu acredito e não por causa da minha aparência.


Como podemos perceber, 2016 foi confuso, difícil mas também pôde ser tirado algum aprendizado. Eu sempre gostei de pensar que pra tudo que acontece na nossa vida, principalmente as coisas ruins, tem algum lado bom e eu não ia terminar esse ano pensando diferente. 2016 me mostrou que se eu quero que as coisas sejam diferente, eu sou a única pessoa capaz de tornar isso possível e que não importa quantas vezes você se perca, às vezes se perder te leva ao melhor caminho. 

Com amor, Maay

You Might Also Like

0 comentários

Obrigada pelo seu comentário, volte sempre! ;*